obrigações acessórias, contabilidade, contador, s3r, assessoria contábil

Obrigações acessórias

Você sabia que o contador é responsável por deixar sua empresa regular? Que todo tributo que ele te envia, gera vários outros processos internos que não são informados ao empresário?  Você já ouviu ou leu que o contador é o médico da sua empresa? Neste post iremos te explicar o motivo, continue lendo acreditamos que possa S3R útil para você.

Um dos trabalhos do contador, o envio de obrigações acessórias!!!

Para garantir a continuidade do negócio é necessário que a empresa esteja em dia com suas obrigações perante o governo. E, quando se fala de governo, fala-se de suas três esferas de atuação: a federal, a estadual e a municipal. Os profissionais da contabilidade, entre outras atividades, são responsáveis pela organização e execução de várias declarações.

Diferente do que se pensa, as responsabilidades de uma pessoa jurídica não se limitam ao recolhimento dos tributos estabelecidos. Elas também passam pelas obrigações acessórias. Que, basicamente, são deveres que devem ser cumpridos pelas empresas, a fim de informar o Fisco e também confirmar o pagamento das obrigações principais. Entre esses deveres estão a emissão de notas fiscais e as declarações que podem ter periodicidade mensal ou anual.

É importante ressaltar que a entrega dessas obrigações nem sempre estarão conectadas a algum tipo de pagamento de tributo. Por exemplo, uma empresa que não tenha movimentação, obviamente, também não terá tributo a recolher com respeito à sua atividade. Entretanto, precisa manter em dia a declaração que confirme essa condição ainda sem qualquer tipo de pagamento ao Fisco. Da mesma forma acontece com a isenção de algum tributo. Embora possa ser isento, a empresa não está liberada da obrigação acessória. Então meu contador tem trabalho mesmo que eu não esteja faturando? Sim!!!!!

Quais são as principais obrigações acessórias de uma empresa?

As obrigações acessórias podem variar de acordo com o regime tributário de cada empresa. Os tipos de regimes tributários existentes atualmente no Brasil são: lucro real, lucro presumido e Simples Nacional. Para saber mais sobre eles basta clicar aqui. Neste post iremos focar nas empresas optantes pelo Simples Nacional, resididas em Belo Horizonte.

Assim, as obrigações comuns das empresas enquadradas no Simples Nacional são:

  • Mensais:  Simples nacional, Declaração de serviço prestado e tomado (DES), SINTEGRA, DESTDA (Declaração de substituição tributária diferencial de alíquota e antecipação).
  • Anuais: DEFIS (declaração de informações socioeconômicas do simples nacional), DIRF (declaração de impostos e contribuições retidas na fonte).

O simples nacional não é um tributo e sim um regime tributário que tem uma declaração de mesmo nome chamado DAS. Entre essas supracitadas, as empresas que tem funcionário ou pró-labore, tem que enviar declarações referente ao INSS/FGTS/IRRF tais como:

  • SEFIP;
  • CAGED;
  • RAIS;
  • E-SOCIAL.

OBS: Outras declarações podem existir dependendo da cidade ou estado que se enquadre, então fique ligado!!!

Obrigações Acessórias Específicas

Mas, além das obrigações já citadas, há também alguns deveres específicos para determinadas atividades como os médicos e corretores de imóveis.

Os médicos e demais profissionais ligados à saúde (inclusive empresas da área) devem entregar a Declaração de Serviços Médicos – DMED.

Já, os profissionais e empresas que operam com intermédio, incorporação e aluguel de imóveis tem outra obrigação acessória. Estes devem entregar a Declaração de Informações sobre Atividades Imobiliária – DIMOB.

Ambas as declarações específicas abrangem todas as empresas, independente do seu regime tributário.

Penalidades em caso de não cumprimento das obrigações

O não cumprimento dessas obrigações acessórias, assim como acontece com o não pagamento dos tributos, quando devidos, incorre em penalidades. Omitir informações ou informar dados equivocados também.

E é claro que a escolha de um escritório de qualidade irá refletir também nessas obrigações. Somente enviar não quer dizer que não haverá multa, uma vez que em todas as legislações, o envio incorreto também é passível de penalidade.

As penalidades variam desde a aplicação de multa até à paralisação da atividade, o que não é interessante para ninguém. Além disso, o que vai determinar qual a melhor penalidade a ser aplicada é a situação encontrada pelo Fisco.

Por isso a importância de ficar atento a todos os prazos e demais exigências. Além de garantir maior tranquilidade para a sua empresa, você ainda poupa recursos financeiros para investir no seu negócio.

Mas, se tudo isso ainda é um problema para você, é porque você ainda não teve a oportunidade de conhecer a S3R Contabilidade. E isso a gente pode resolver com uma boa conversa. É só entrar em contato com a gente.

 

Seja dono e não refém do seu negócio

Ter um próprio negócio para chamar de seu é algo que praticamente toda pessoa deseja nos dias atuais. Empreender é uma realidade e, no atual cenário econômico, as vezes até uma necessidade.

No entanto, são poucas as pessoas que conseguem ser donas e não reféns do seu negócio. Desenvolver sua empresa para crescer de forma sadia e dar continuidade as suas ideias é um desafio em todas as escalas. Por isso é que afirmamos: não é ter um CNPJ que te faz empresário, mas sim saber gerir a sua empresa.

Como contadores e educadores financeiros, temos o privilégio de ver negócios começarem, terminarem, prosperarem e quebrarem quase todos os dias. Então veja o que separamos para vocês.

Mas então, como vou ser dono e não refém do meu negócio?

Bom, antes de responder, vamos falar primeiro de alguns conceitos que as pessoas usualmente entendem errado sobre empreendedorismo. Nem sempre empreender é ser disruptivo, mega inovador e próximo unicórnio das startups. Empreender, além de já ser uma realidade e/ou necessidade, é uma prática que produz novos conceitos a partir dos velhos (já existentes), mas ocorre de forma eficaz, utilizando-se de muita criatividade e imaginação.

Ao contrário do que muitos pensam, tornar-se um empreendedor não tem ligação com herança genética ou abrir um CNPJ para o seu negócio. Embora possuir contatos em qualquer área sempre facilite, para ser empreendedor é preciso querer constantemente evoluir o seu negócio e se preparar adequadamente para isso. Afinal, para gerir o próprio negócio, é preciso muito mais do que conhecer a área onde vai atuar, ou apenas ser muito bom naquilo ou naquela tarefa. Isso, na verdade, é o que chamamos de ser bom no Operacional, que nem sempre se traduz em ser bom na Gestão ou nas Vendas.

É muito comum nas empresas você promover o melhor funcionário no cargo para a gerência. Afinal, ele é o melhor pois domina o que faz e conhece daquilo. Porém é muito comum também que o melhor vendedor, p.ex., infelizmente não seja o melhor gerente – as vezes nem um bom gerente. Quando isso acontece, a empresa fica com dois problemas: perdeu o seu melhor vendedor e ainda tem que lidar com um gerente que não corresponde as suas expectativas. Por que estou contando isso? Porque tem tudo a ver com empreender.

Então, o que o empreendedor precisa saber para ter sucesso em seu negócio?

Para tornar-se dono e não refém de seu próprio negócio, o empresário precisa saber em síntese de 3 áreas – Vendas / Operação / Gestão. Tais áreas devem estar muito bem definidas na sua empresa e, para isto, o quanto antes começarmos, melhor.

Como falei anteriormente, o empreendedor que deseja abrir seu negócio porque é o melhor naquilo que faz, se assemelha a “parábola” do vendedor promovido que vira um gerente ruim. Por isso, mesmo que sua empresa seja de uma pessoa só, ter as 3 áreas (ou atuações) definidas em seu negócio se torna tão importante.

O dono do negócio tem que saber vender o mesmo, vender a sua ideia, vender seu peixe como diriam, mas sem que isso sufoque o operacional. Em nossa carreira, já vimos N casos em que os vendedores moviam o mundo para entrar no mercado, prometiam mundos e fundos aos clientes e não conheciam a fundo o seu produto, pois não mantinham contato com o setor operacional. Conhecer seu produto, seus concorrentes e estar atento ao mercado é tão importante quanto olhar pra dentro do seu negócio. Saber até quanto o desconto pode chegar, o prazo pode ser cumprido e ainda fazer um pós-venda para medir a satisfação do cliente é um papel importantíssimo dentro da empresa. Infelizmente conhecemos negócios que quebraram de tanto vender. Parece mentira, mas vendas não cura tudo como dizem.

Já o setor de operação deve ter tarefas claras para cada produtor, para cada membro da equipe e também deve se encarregar de não se distanciar do setor de vendas e nem da gestão, que falaremos a seguir.

AAAAAAAAAaaaaaaaaa a gestão. Negligenciada como ninguém.

Se eu tivesse que falar um único fator para as empresas morrerem eu falaria: falta de gestão. Que isso, por que esse radicalismo? Porque pra gente, a gestão é quem dá liga na empresa, literalmente. Esse “setor” é quem interliga as vendas e a operação, fazendo ambos coexistirem harmoniosamente. Gestão, administração, coordenação, gerência, diretoria, controle, chame do que quiser, mas não deixe de tê-lo, pois estes sinônimos citados sãos os responsáveis também por medir e acompanhar o desempenho de tudo que envolve os outros dois.

Você está dizendo que sem gestão uma empresa morre? Sim! Acertou na mosca. E digo mais: a gestão é o coração da empresa e o financeiro é o sangue! A gestão é quem une tudo, e o financeiro é quem “passa” em todos os órgãos! Por isso, se o empresário, empreendedor, sonhador, tiver uma boa gestão financeira, saberá sempre aonde “estancar” o sangue nos momentos difíceis, como também aonde “bombear” o mesmo nas horas necessárias.

Conhecer os próprios números e saber analisá-los é mais do que necessário para o sucesso do seu negócio e, para isso, conte sempre com a S3R Contabilidade para estar traduzindo estes números e entregando valor para você.

Inclusive, no post anterior, apresentamos uma solução que utilizamos e que nos atende muito bem na gestão financeira, o Conta Azul (clique para conferir).

Para finalizarmos, não julgamos que um setor seja mais importante que outro dentro da empresa, pois isso só traz desavenças e desunião. A empresa é uma só e as 3 divisões ou setores tem sua igual importância. Quisemos aqui ressaltar um pouco mais a gestão por acreditar que, vários empreendedores e empresários, a deixam por último por acreditar não ser importante, ou ainda pensam pequeno e, as vezes por não acreditarem não ter tempo suficiente, deixam a gestão sempre para depois, crescendo assim descontroladamente e sendo reféns do seu próprio negócio.

Investir em gestão e ter controle financeiro, é o que mensura o crescimento do seu negócio e conecta as vendas e a operação.

Vem ser melhor com a gente! Aqui você pode S3R!

gestão financeira, contabilidade, conta azul, contador, empreendedor

Conta Azul: parceira nova na área!

Se você ainda não ouviu falar sobre a Conta Azul, fique tranquilo. A S3R Contabilidade explica para você tudo sobre essa ferramenta incrível e que está dando o que falar entre as empresas que tem buscado inovação em seus negócios. Para conferir, é só se ligar neste post. Bora lá?

Mas, o que é a Conta Azul?

A Conta Azul é uma empresa sediada em Joinville/SC, e que nasceu em 2012. Ela surgiu para agilizar a vida de empreendedores e gestores, através de uma plataforma digital única. Portanto, seu principal objetivo é facilitar a vida de qualquer tipo de negócio de pequeno e médio porte.

Além disso, a ferramenta faz a integração entre empresa e contador, tudo através da nuvem. Isso mesmo: na nuvem! Sem aplicativo, sem programas. Essa funcionalidade faz com que as informações sejam atualizadas em tempo real para ambas as partes. Além disso, todas as informações podem ser identificadas em qualquer dispositivo ou equipamento que tenha acesso à internet. E isso pode gerar uma economia de 85% de tempo. Ou seja, economia de tempo, é também economia financeira!

Uma vez que o contador fica mais próximo, o cliente tem mais chances de controlar suas contas e alcançar sucesso. Essa proximidade permite a descoberta de alternativas mais práticas e funcionais e que atendam as expectativas de cada negócio.

Veja mais no vídeo abaixo.

Quais as facilidades oferecidas pela ferramenta?

A Conta Azul oferece um leque de ferramentas para auxiliar na gestão do seu negócio. Fluxo de caixa, contas a pagar e receber, cobranças, notas fiscais (integração através do certificado digital A1) e controle de estoque, são apenas algumas delas. Através dela, o cliente insere seus dados, inclusive manualmente, se necessário, e estes ficam registrados num só lugar, centralizando assim toda as suas informações. Assim, o contador organiza as informações de cada cliente e ainda gera relatórios de forma facilitada. E tudo isso sem a necessidade de fazer a exportação de dados, pois tudo é feito na nuvem.

E só pra deixar bem claro, o ‘Receba Fácil’ e um dos seus diferenciais. Através dela você envia boletos e ainda pode acompanhar tanto o recebimento quanto a visualização pelo cliente. Tudo isso por um valor acessível e com garantia de disponibilização de valores a partir do 2º dia útil após a efetivação do pagamento.

Assim, contador e cliente compartilham a mesma tela e os mesmos documentos, o que permite um acesso mais ágil e fácil de todos. Logo, possibilita também que estratégias mais assertivas possam ser traçadas rumo a um melhor desempenho e maior produtividade. Chega de cópias e de anexos de documentos em e-mails e mensagens. Chega de extravio de documentos e até mesmo de comunicações eletrônicas.

E como a Conta Azul veio para facilitar a vida das empresas, ela ainda possibilita a integração com outros aplicativos complementares. Um exemplo é a emissão de boletos e a conciliação de crédito com empresas associadas, como a Stone e a Cielo.

Então, chega de desculpas!

Dessa forma, diante de todas as possibilidades oferecidas pela Conta Azul, não tem como você continuar adiando a organização da sua empresa. Através da plataforma você tem uma visão ampla e integrada do seu negócio. Assim, você controla sua empresa e toma decisões cada vez mais acertadas e, sem perder tempo.

E como a coisa só pode melhorar, é com orgulho que a S3R anuncia a sua parceria com a Conta Azul. Além de contar com toda a nossa equipe, agora você pode ter a melhor ferramenta de gestão de negócios que já se viu. Bacana, né? Fale com a gente! Será um prazer orientar e tirar todas as dúvidas sobre esse assunto que é tão importante para você e a sua empresa. Aqui, você pode S3R!