eSocial para empresas

O Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSocial) foi instituído no final de 2014. Entretanto, somente em janeiro de 2018 começou a ser implementado. Mas, para que a adaptação ao e-Social seja assimilada pelos contribuintes e também para que o próprio sistema pudesse ser aperfeiçoado, surgiu um novo cronograma de implementação. Nesse cronograma as entidades foram divididas em grupos e cada grupo recebeu novas datas limite para início de cada fase. Mas, se você perdeu alguma parte desse processo, não se preocupe. O cronograma pode ser visualizado logo abaixo:

e-social, esocial, empresas, contabilidade, contabilidadebh, s3r contabilidade, pode s3r

Mas no que consiste o eSocial, afinal?

O eSocial é um sistema onde todas as informações dos trabalhadores são comunicadas ao governo digitalmente e de forma unificada. Essas informações contemplam: dados dos vínculos empregatícios, cálculo das folhas de pagamento, contribuições previdenciárias, informações sobre o FGTS, informações sobre acidentes de trabalho, avisos prévios e demais escriturações fiscais.

Mas porque o governo inventou mais essa?

Bom, o objetivo principal do eSocial é o de simplificar a prestação de contas das áreas fiscal, trabalhista e previdenciária. Além disso, o eSocial torna todo o processo mais prático. Acabou aquele monte de informação repetida e transmitida de forma pulverizada. E isso é bom, afinal, confere uma melhor qualidade nas informações prestadas e garante maior viabilidade para os direitos do trabalhador. Um outro fator positivo é o aumento da produtividade e maior segurança jurídica em todo o processo. Sem contar que as guias serão geradas pelo próprio eSocial reduzindo então e drasticamente a chance de erros nos cálculos das contribuições e tributos.

Resumindo: o que antes era informado, de forma separada, para cada setor do governo, agora vai tudo padronizado, no mesmo combo, de uma só vez. Uma vez transmitida, cada órgão se encarrega de recuperar a informação que lhe é devida.

O eSocial substituirá quais obrigações?

Sabe aquela história de matar dois coelhos numa cajadada só? O eSocial é bem assim, só que ao invés de dois coelhos, serão quinze. Exatamente! Um único disparo será responsável por resolver quinze obrigações! Os órgãos contemplados pelo eSocial são: Receita Federal (RFB), Caixa Econômica Federal (CEF), Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e Ministério do Trabalho (MTB). E as obrigações que serão substituídas são: GFIP, CAGED, RAIS, LRE, CAT, CD, CTPS, PPP, DIRF, DCTF, QHT, MANAD, GRF, GPS e Folha de pagamento. (será disponibilizado o link de cada coisa, caso algum leitor tenha curiosidade).

E quem é obrigado a aderir?

Todas as grandes empresas e demais entidades empresariais estão na lista. Empregador pessoa física (exceto domésticos), optantes pelo SIMPLES, produtor rural pessoa física e entidades sem fins lucrativos também. E para completar o grupo, o eSocial também vai ser obrigatório para os órgãos públicos e as organizações internacionais.

Quais são as multas previstas?

O e-social, conforme previsto, estabelece penalidades ao empresário em caso de não entrega ou entrega inexata de informações, a saber:

  • o não envio de informações, de acordo com as mudanças, pode acarretar em multa a partir de R$ 1.812,87;
  • a não comunicação de férias pode resultar em multa de R$ 170,00;
  • o não depósito ou depósito incorreto do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) apresenta a previsão de multa que varia de R$ 10,64 a R$ 106,41 por funcionário;
  • a falta de informação de contratação de funcionário em tempo hábil (um dia anterior ao início da prestação de serviço) tem multas que variam de R$ 3 mil a R$ 6 mil e de R$ 800,00 por empregado não registrado (quando se tratar de ME ou EPP);
  • a ausência de informação de alterações cadastrais de empregados tem a previsão de multa de R$ 600,00 por colaborador;
  • além disso, a ausência de atestado de saúde antes de uma contratação, retorno ao trabalho, mudança de função, exames periódicos e demissionais podem resultar à empresa multa de R$ 402,53 até R$ 4.025,33.

 

Não dá para marcar bobeira. Mas isso é fichinha pra quem optou por S3R nosso cliente! Aqui, missão dada é missão cumprida. Sempre!

educação financeira, contabilidade, poupar, controlar, investir, liberdade financeira, finanças

Educação Financeira: o que você precisa saber pra começar

Enriquecer e formar patrimônio, são desejos naturais de qualquer trabalhador. Afinal, quem não quer conquistar sua liberdade financeira e, simultaneamente, garantir um futuro sólido para si e para sua família? Pois bem… garantir tudo isso é possível. Entretanto, esse processo requer atitude, comprometimento e disciplina. E é exatamente para isso que existe a tão falada educação financeira.

Contudo, vale dizer que educação financeira é um processo de aprendizado que vai muito além de poupar, controlar e investir. Ela também proporciona melhoria na qualidade de vida e garante um porto seguro em caso de situações inesperadas. Sabe o que isso significa? Significa que você não pode prever quando a tempestade virá, de fato, mas pode garantir que, ao passar por ela, você sairá ileso do outro lado.

 

Mas como é possível enriquecer, formar patrimônio e conquistar liberdade financeira a partir da educação financeira?

 

Muito simples! Basta começar pelas três palavrinhas básicas citadas logo acima deste texto: poupar, controlar e investir. Para começar por esse trio você vai precisar apenas de outras três coisas que também andam juntas na educação financeira: equilíbrio, firmeza e continuidade. Equilíbrio para discernir o que é vital ou não para sua manutenção: assim você evita gastos desnecessários. Firmeza para sustentar essas escolhas: assim você não corre o risco de se auto sabotar. E continuidade para que esse processo produza resultados sólidos e duradouros, afinal, ninguém consegue liberdade para fazer o que quer, quando quiser, do dia para a noite, certo? Continuidade requer disciplina.

Diante de tudo isso é importante ressaltar algo que nem todo mundo sabe. A educação financeira não precisa ser um bicho de sete cabeças que te coloca numa situação extrema até que a riqueza enfim, dê o ar da graça e você possa desfrutar de tudo o que gosta. Não! A educação financeira pode sim ser prazerosa e até mesmo divertida. Basta você apontar para a direção certa e com a motivação adequada.

É exatamente para isso que a S3R Educação Financeira surgiu. Para orientar você e mostrar que o vilão pode se transformar no mocinho. E isso a gente faz através da exposição de ideias de forma clara, leve e objetiva, de forma a contribuir, de fato, para a sua evolução financeira. E por falar nisso, já tá rolando palestra sobre educação financeira aqui na S3R. Clique aqui e inscreva-se já. Dê o primeiro passo para sua evolução financeira hoje!

Melhor do que poder S3Rvir pessoas com qualidade e agregar valor às suas vidas, é poder crescer junto com elas! Venha S3R melhor junto com a gente!

contabilidade, educação financeira, finanças, investimentos, s3r contabilidade

O início – S3R Contabilidade e Educação Financeira

Familiares, amigos e clientes, é com muita alegria e entusiasmo que anunciamos a criação da S3R Contabilidade e Educação Financeira! Na vida tudo se transforma, não é mesmo? Decidimos transformar tudo nessa nova empresa, então deixamos as novidades a seguir para vocês.

Essa nova identidade, que vem também com novas ideias e novos projetos, só vai continuar com uma coisa do antigo: a eficiência na prestação de serviço e o carinho com seu atendimento, que já são nossa marca registrada.

Nossa contabilidade tem como diferencial o foco na rapidez e qualidade no atendimento, além de praticamente nenhuma burocracia. Auxiliamos e emitimos notas fiscais para nossos clientes, possuímos preços competitivos no mercado e focamos na redução da carga tributária para os profissionais liberais.

Já nascemos na era digital. Por isso, trabalhamos constantemente na evolução da comunicação e integração com você, expandindo e criando canais de atendimento. Com isso, atenderemos inclusive pelo WhatsApp e também através das mídias sociais. Usamos programas de integração financeira, que entregam valor para o cliente. Também compartilhamos documentos na nuvem para agilizarmos todo o processo contábil e reduzir o trabalho e a burocracia desta área.

A linha de educação financeira veio como um complemento a tudo que já estudamos na contabilidade, mas que não pode ficar apenas restrito às empresas. Buscamos a oportunidade de mostrar também o poder contábil na contabilidade pessoal, ajudando MEI´s, autônomos, além de micro e pequenos empresários, a organizar melhor a parte financeira, tão essencial quanto a contábil. Nossa meta é ensinar, pessoas físicas e jurídicas, a poupar, controlar e investir o seu dinheiro, através de métodos e práticas de simples entendimento e de grande valor.

Nossa missão é a de S3Rvir com qualidade pessoas e empresas, transformando ideias e números em valor, de forma simples e clara, para S3Rmos melhores juntos!